Game of Thrones 07×03 | Queen’s Justice

408 0

Na semana passada, ficamos curiosos sobre o grande encontro entre tia e sobrinho e, contrariando todas as expectativas, fomos contemplados com a cena logo no início do episódio. Como esta temporada é menor, com somente 7 episódios, e como também estamos chegando ao final da série como um todo, as coisas tendem a ocorrer mais rápido. Sem mais delongas, vamos lá:

O ENCONTRO DE GELO E FOGO

Jon Snow (Kit Harrington) chega a Dragonstone e é bem recebido por Missandei (Nathalie Emmanuel) e Tyrion Lennister (Peter Dincklage). Missandei pede para que as armas sejam deixadas de lado, causando uma tensão inicial. Tyrion e Jon falam rapidamente sobre Sansa (Sophie Turner) e como sua inteligência tem sido provada e percebemos que há uma simpatia entre os dois. No caminho para o castelo, Jon e Davos (Liam Cunningham) se assustam com os dragões voando sobre eles, mas antes, o que era dúvida, agora é realidade: Daenerys (Emilia Clarke) realmente tem três dragões.

O esperado encontro é tenso. Jon se recusa a se ajoelhar diante da rainha dizendo que o pai dela matou o avô e o tio. Daenerys pede perdão e que Jon não julgue uma filha pelos pecados do pai, mesmo discurso usado por Jon ao perdoar Umbers e Karstarks em relação a Guerra dos Bastardos. O Rei do Norte menciona que, pelo simples fato de ela não botar fogo em Westeros, já é uma melhor rainha que Cersei (Lena Headey) e Daenerys questiona: se ele se recusa a se ajoelhar, o que foi fazer lá? Jon diz que precisa da ajuda dela e vice-versa e que o inimigo são os Whitewalkers. É óbvio que Daenerys e Tyrion não acreditam nesta teoria.

Ela levanta de seu trono e se aproxima dos convidados, relatando todas as dificuldades que enfrentou, e afirma que o que a manteve de pé todos estes anos foi a fé em si própria. Davos fala sobre todos os feitos de Jon e, sob o olhar do rei, para ao falar que ele deu a própria vida, causando uma troca de olhares entre Daenerys e Tyrion. Jon insiste que não se ajoelhará porque não a conhece e Khaleesi diz que já que ele se declara Rei do Norte e não se ajoelha ele é rebelde. Mas Lorde Varys (Conleth Hill) chega e Daenerys dispensa os convidados informando-os que ainda não são prisioneiros. Varys informa que Dornenses e os Greyjoys foram mortos ou capturados por Euron Greyjoy (Johan Philip Asbaek).

Pensando bem, Jon Snow é o verdadeiro Rei dos Sete Reinos, não? Embora bastardo, ele é filho do irmão mais velho de Daenerys e, consequentemente, o legítimo herdeiro… embora eu acredite que Jon não tenha esta ambição. É esperar para ver. Posteriormente, Tyrion pergunta a Jon se tem algo razoável a pedir a Daenerys e ele pede o vidro de Dragão. Ela resolve dar, mesmo não acreditando nos Whitewalkers, e providencia recursos para ajudá-lo com a extração.

Os Imaculados, por sua vez, tomam Casterly Rock, porém estranham a pouca quantidade de soldados. Ao olhar para fora do castelo, Euron, com sua frota, está tomando os navios dos Imaculados. Pensamos que o placar estava Cersei 1 x 1 Daenerys, ao final do episódio, o placar agora se encontra Cersei 2 x 1 Daenerys… snif!

WESTEROS E A JUSTIÇA DA RAINHA

Euron chega a Westeros com Ellaria Sand (Indira Varma), sua filha e Yara Greyjoy (Gemma Whelan) sob aplausos do povo de Westeros, que realmente dança conforme a música.  Euron entrega de presente Ellaria e sua filha por justiça em relação à morte de Myrcella (Nell Tiger Free). Euron já cobra seu presente (o casamento com Cersei), mas ela diz que ele só terá o que quer quando a guerra for ganha. Esse Euron nos surpreende como vilão “gostável” a cada episódio. Difícil não rir da sua atuação debochada, especialmente com Jamie (Nikolaj Coster-Waldau).

Cersei realiza a “Justiça da Rainha” que dá nome ao episódio. Ela envenena a filha de Ellaria com o mesmo veneno que Ellaria usou para matar Myrcella e deixa a garota para que a mãe veja morrer e apodrecer… credo! A atriz Indira Varma é realmente muito boa. Quem assistiu a Roma (2005), série também produzida pela HBO, já sabia disso, contudo, nesta cena, a interpretação dela é bem desesperadora e Cersei prova ser cada vez menos digna de seu reinado.

Para encerrar, o Banco de Ferro manda Tycho Nestoris (Mark Gatiss) para cobrar todo o dinheiro já pego pelos Lennisters e Cersei pede quinze dias para pagar a dívida totalmente. Como? Veja mais abaixo…

RAPIDAMENTE, EM WINTERFELL

Sansa mostra sua inteligência e versatilidade em comandar Winterfell: questiona a quantidade de comida armazenada para o inverno e se as armaduras estão cobertas em couro para quando o frio real chegar e já toma providências. Littlefinger (Aidan Gillen) gosta, diz que ela nasceu para comandar e estranhamente a aconselha a lutar todas as batalhas ao mesmo tempo, sempre. Diz que todos os eventos possíveis estão acontecendo simultaneamente e que, se ela enfrentar tudo desta forma, não haverá surpresas no resultado.

Bran (Isaac Hempstead Wright) chega a Winterfell (e é impressionante como todos os Starks perderam a inocência). Em conversa com Sansa, que tenta convencê-lo de que ele é o real lorde de Winterfell, ele diz que não pode ser lorde porque é o Corvo de Três Olhos – algo que ela claramente não entende. Ele então tenta explicar a Sansa que vê tudo que já aconteceu e lamenta o que ocorreu a ela em Winterfell, claramente se referindo a Ramsey Bolton (Iwan Rheon). Ela desconversa e o deixa só.

ENQUANTO ISSO, NA CIDADELA…

Sor Jorah (Ian Glen) está curado! Sim, a técnica extraída de um livro e aplicada por Sam (John Bradley) deu certo! Jorah diz a Sam que deve a vida a ele, bem como a Daenerys, e sai da Cidadela em direção a Dragonstone. Embora o arquimestre Ebrose (Jim Broadbent) tenha dito que Sam devia se orgulhar, lhe deu uma punição: pediu para fazer cópias dos manuscritos que estão apodrecendo e que sua recompensa é não ser expulso do lugar. Mas, conhecendo esta série, ele vai descobrir algo realmente interessante nestes manuscritos, é só aguardarmos.

A NOVA DERROTA DE DAENERYS

Por fim, Daenerys perde seu último aliado de Westeros. Jamie leva seu exército de Casterly Rock para atacar High Garden e conquistam o castelo dos Tyrell, os mais ricos de Westeros. Porém mesmo com a perda, temos um gostinho de vingança no final: Ollena Tyrel (Diana Rigg) finalmente revela a Jamie que foi ela quem matou Joffrey (Jack Gleesson), lembram?  Mas não antes de ter certeza de que o veneno que ela estava tomando seria rápido e indolor. Esperta, não?

Fatos notáveis e/ou engraçados:

  • Melisandre (Carice van Houten) vai embora de Dragonstone para Volantis e Lorde Varys sugere que ele não retorne a Westeros. Ela menciona que precisa voltar lá para morrer, assim como ele! Curioso, não?
  • Missandei para Davos: “vocês estão na presença de Daenerys Nascida da Tormenta, da casa Targaryen, herdeira legitima do trono de ferro, rainha dos Ândalos e dos Primeiros Homens, protetora dos Sete Reinos, mãe dos dragões, Khaleesi do Grande Mar de Grama, a não queimada, a quebradora de correntes.” Davos para Misandei: “Este é Jon Snow… ele é o rei do Norte.” Hilário!
  • A conversa de pé de ouvido de Euron e Jamie é engraçadíssima. Euron não perde a oportunidade de, literalmente, cutucar.. Jamie…hehehe
  • Tyrion para Jon: “eu vim aqui refletir sobre não ter antecipado o ataque dos Greyjoys. Você está dificultando. Você fica melhor refletindo do que eu. Estou falhando em refletir sobre minha falha.” Este cara realmente é fantástico.

No próximo episódio já estaremos na metade da temporada. Será que teremos alguma grande reviravolta? Fiquem ligados no Mundo Blá e comentem!

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Quem escreveu isso?

Sou uma louca viciada em filmes e seriados a quase 30 anos. Finalmente inicio minha carreira profissional como escritora desta página e não pretendo parar. Me aguardem!