Análise | Injustice 2

308 0

Com as lições aprendidas com Mortal Kombat (o reboot de 2011, também conhecido como Mortal Kombat 9), Mortal Kombat X (2015) e com o próprio Injustice: Gods Among Us (2013), Injustice 2 é o pináculo dos jogos de luta da NetherRealm Studios. Ou deveria ser.

Comecemos pelo lado positivo: os gráficos são muito bonitos. Fica difícil voltar a jogar Street Fighter V sabendo que temos Injustice 2Tekken 7 (que chegou hoje às lojas), ambos com gráficos extremamente superiores. Detalhes simples, como o fato de que, quando os personagens gritam, pequenas rugas aparecem em seus rostos, mostram a dedicação do time da NetherRealm para com o realismo.

Ainda no fator “gráfico”, porém abordando outro aspecto, a NRS conseguiu dois feitos: 1) se desvinculou do Universo DC Cinematográfico (na verdade, mais ou menos; comento mais sobre isso abaixo); e 2) aprendeu a “fazer” mulheres… que não parecem homens bombados fazendo cross-dressing de mulher. Sobre o primeiro feito: quem jogou o primeiro Injustice, deve se lembrar que ele tinha uma grande influência dos filmes da DC, principalmente o Batman, que parecia ter saído de O Cavaleiro das Trevas (Christopher Nolan, 2008), e o Superman, que parecia o do Homem de Aço (Zack Snyder, 2013). Visualmente, a NRS moldou os personagens da forma que melhor se adequou a eles, deixando-os mais realistas, não mais se importando tanto com filmes e séries. Quanto ao segundo feito: cara, quando eu via a Sonya no MKX, eu pensava “finalmente a NetherRealm percebeu que as mulheres não são gigantes”. Essa tendência prossegue em Injustice 2 e as mulheres… são bonitas! E, mais importante: parecem mulheres.

Os “clashes” são menos chatos agora.

O dito acima, quanto à influência visual, não quer dizer que não há inspiração DIRETA. Os personagens escolhidos variam entre os que estão lá para agradar aos fãs de filmes e séries e os que só agradarão aos fãs das HQs. A presença de gente como Capitão Frio, Gorila Grodd, Pistoleiro e Nuclear no lugar do Apocalipse, Solomon Grundy, Exterminador e Ravena não é coincidência. Porém, para agradar aos leitores da DC, temos Atrocitus (YES! Pena termos perdido o Sinestro, mas ele nem era tão bom assim no primeiro jogo…), Monstro do PântanoDoutor Destino… e o Besouro Azul. Mas eu não gosto dele.

PALÁCIO DA JUSTIÇA OU BAT-CAVERNA?

Aliás, o jogo continua sendo “Batman and Friends”. Dos 28 personagens (não conto o Darkseid, porque ele é DLC), oito são do Bat-Verso: Batman, Robin (Damien Wayne), Mulher-Gato, Arlequina, Pistoleiro, Bane, Hera Venenosa e Espantalho. Eu entendo que ele é o mais popular e tem os melhores vilões, mas… vamos dar uma chance aos outros, não? Poderíamos ter Metallo, Conduíte, Doutora Veneno, Giganta (não sei como fariam com ela, mas isso não é problema meu xD) ou até mesmo o Mestre do Oceano (aparentemente, o Arraia Negra será DLC).

No quesito conteúdo, Injustice 2 é bem completo, contendo vários modos de jogo, entre Modo História (que não é ridículo igual ao do SFV), Battle Station (que seria o famoso “modo arcade”) e o Multiverso, que é o mais interessante deles, pois é igual às Torres Online do Mortal Kombat X, porém, ao invés de três Torres, uma que mudava a cada hora, dia e semana, o Multiverso tem vários… universos, com diferentes sequências de luta. Enquanto as Torres do MKX você terminava em questão de horas, as do Injustice 2 tomam MUITO tempo, e isso é bom.

Superman continua sendo um babaca!

Outro elemento que aumenta o fator replay são os Gears, peças de roupa que aumentam (bem pouco, em geral) os status dos personagens. Isso elimina as “roupinhas”, ou costumes. Então, não haverá packs de “roupas do filme” ou “roupas das HQs” ou “Coringa vestido igual à HQ Piada Mortal e Batman vestido de bailarina ou a roupas do Adam West” ou coisa assim. Tudo, incluindo a roupa de bailarina, pode ser conseguido com os Gears… e aqui, temos o primeiro problema.

Cara, eu AMO customização de personagem. É o que eu mais gosto em Tekken e achei sensacional quando anunciaram para o Injustice 2. Porém, na prática… é bem mais difícil. Você consegue Gears principalmente cumprindo missões no Multiverso. Você ganha Caixas Maternas e elas contêm em torno de 3 a 5 peças… aleatórias. Você nunca sabe o que vai conseguir e pode acabar pegando até mesmo partes repetidas. Elas não são exatamente iguais, tendo partes repetidas (mesmo nome e visual) com diferentes status… Contudo, como falei acima, o aumento é relativamente baixo, nem faz tanta diferença assim.

MAIS DO MESMO… MAS AINDA BEM LEGAL!

A história principal é muito boa e segue diretamente do Injustice 1. Porém, assim como em MKX, tem buracos extremamente irritantes. Nem ligo pelo fato deles não explicarem como o Arqueiro Verde ressuscitou (afinal, eles sempre revivem em grandes sagas e não necessariamente as lemos, certo?), nem do fato de que não temos o que tinha acontecido com a Mulher-Maravilha no jogo anterior (fica uma dica de que ela estava presa em Temiscira e foi solta por Adão Negro e Supergirl). Meu problema são partes como: Besouro Azul parte em uma missão e não aprece por um bom tempo. De repente, quando reaparece, eles falam “achamos que você estava morto”. Por quê? Ninguém falou que sim (ou que não). Que missão era a dele? Ou o que aconteceu com o resto do time do Superman no final? Foram presos? Fugiram? Como o Superman escapou do raio mortal do Brainiac? Podia ser um plano do Batman, porque ele não parece surpreso ao rever Clark, mas até aí, ele pode ser como eu e sempre ficar com Poker Face, vai saber. Por que Atrocitus não transformou metade do time do Superman em Lanterna Vermelho? Por que só quer o Hal Jordan? E ainda tenho mais perguntas, que provavelmente nunca teremos respostas.

Menos apegados às demais mídias, os visuais dos personagens ganham caras mais exclusivas em Injustice 2.

O gameplay permanece praticamente o mesmo, por bem ou por mal. Diferente de MKX, que jogou fora TUDO dos personagens de MK9 e recriou do zero, Injustice 2 se aproveita dos golpes do original e expande. Cara, o Flash era péssimo no Injustice 1, porém, no 2, deram golpes melhores e agora ele é… melhor. Contudo, isso também significa que as falhas do primeiro jogo permanecem. A tela é muito grande, vertical e horizontalmente, o que faz com que os saltos sejam muito longos. Me irrita pular para começar um combo e receber do inimigo um dash por baixo. sem contar o fato de que eles tiraram o Exterminador (que as pessoas ficavam “spammando” tiro de metralhadora e a única forma de sair era usando um personagem com teletransporte, como o Caçador de Marte e Batgirl)… mas colocaram o Pistoleiro, QUE É IDÊNTICO!

Reclamações à parte, Injustice 2 é um jogo excelente, principalmente aos fãs da DC. Além do extenso modo Single Player (que mais me agrada, pois odeio jogar online), a NetherRealm prometeu 9 personagens de DLC (os primeiros serão Estelar, Capuz Vermelho e Sub-Zero), o que manterá o jogo vivo por um bom tempo. Porém, para mim, isso ocorreu até hoje, quando saiu Tekken 7… e ficará pior em 15 de junho, quando sair Arms, do Switch… Contudo, apesar da concorrência de peso… KEEP ON ROCKIN’, BATMAN AND FRIENDS INJUSTICE!

Total 1 Votes
1

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Quem escreveu isso?

, a identidade secreta do Captain Man, é o último sobrevivente de um planeta moribundo. Foi exposto a Raios Cômicos e mordido por uma marmota radioativa. Treinou por anos com os maiores mestres de artes marciais e tem cinco doutorados (mas nunca terminou a faculdade). Agora, dedica sua vida a criticar tudo, como todo velho ranzinza.