Mutuwa: Bizarro e hipnotizador

325 2

Eu confesso que tenho preferência por romances românticos. Acho que foi por isso que me desafiaram a ler Mutuwa, do autor brasileiro Igor Alcantara. Posso adiantar que essa obra está muito distante dos livros que dominam a minha estante, mas isso não foi motivo para me impedir de ficar hipnotizada pela a história do livro.

Capa-MutuwaMutuwa conta a história de uma vila que é cercada por dois rios, Abada, que é o rio da vida, e Mutuwa, o rio da morte. A Obra é dividida em contos de diversas pessoas que moram ou visitam a vila isolada. É através desses contos que você vai se aprofundando na cultura e nos mistérios locais. Com o passar das páginas, você vai percebendo que as histórias estão ligadas umas às outras e os acontecimentos, antes inexplicáveis, começam a ter certa explicação.

Antes de contar a minha impressão do livro, acho justo explicar como funciona a Vila. Distante de todo o restante do mundo, a cidade possui suas peculiaridades. Você não pode circular em ambientes públicos sem uma máscara, apenas os seus familiares conhecerão a sua verdadeira face. Neste lugar também há um toque de recolher. Ninguém poderá sair às ruas entre às 22h e às 5h. Caso a pessoa faça isso, ela terá o fim trágico de viver em um plano paralelo, que fica entre a vida e a morte. Quando um morador nasce, ele é batizado pelo rio da vida, ao morrer, ele será cremado no rio da morte com o auxílio do velho-ancião, o único morador da vila que pode entrar no rio sombrio sem partir para o mundo dos mortos.

O livro é cheio de mistério e segredos, e acontecimentos bizarros são relatados em todos os contos. Lendo o livro, percebi que o escritor não só queria causar estranheza no leitor, mas também tirá-lo da sua zona de conforto. Não recomendaria esse livro para pessoas sensíveis ou extremamente religiosas. Na verdade, acredito que qualquer pessoa que siga cegamente uma fé não acharia nem a capa atraente. Como sou aberta a novos conhecimentos, achei o livro incrivelmente bizarro e hipnotizante. A história e os costumes da vila instigam a curiosidade e faz com que você devore cada conto em poucos minutos.

Um ponto que achei curioso, mas acho que não foi a intenção do autor, é que a estrutura do livro me lembrou bastante o filme argentino Relatos Selvagens, dirigido por Damián Szifron. Apenas uma linha tênue divide se o destino do personagem será feliz ou trágico, fazendo também uma divagação sobre o comportamento de cada um em suas histórias.

Livre-se de seus preconceitos e caia de cabeça na realidade de Mutuwa. Será no mínimo uma experiência curiosa que vale a pena ler. O livro é ótimo para quem gosta de variar um pouco a leitura.

Mutuwa é uma produção independente. O livro físico pode ser encontrado na Amazon americana e no Clube dos Autores, e a versão digital na Amazon Brasil, IBooks e Scribd. Para mais informações sobre a compra, acesso o site do escritor Igor Alcantara.

Ficha Técnica:
Autor: Igor Alcantara
ISBN: 978-150-881-350
Páginas: 245
Revisão: Mariana Sá e Francisco Seixas
Capa: Andrei Fernandes.

Total 1 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Quem escreveu isso?

Jornalista, paulistana, capricorniana e devoradora de livros.

  • Ótima resenha sobre meu livro, obrigado! 🙂

    Apenas uma adição: hoje em dia a versão impressa dos meus livros também pode ser comprada no Brasil através do Clube dos Autores. Em meu site (igoralcantara.com.br) tem todos os links.

    • Alexandre Marchi

      Ficamos muito felizes que tenha gostado da resenha, e obrigado por atualizar a informação com relação a compra de seus livros.

      Um grande abraço!